Segunda-feira, 31.05.10

Gaza e os tréns de cozinha

É preciso uma certa dose de bondade para achar que facas de cozinha e canivetes de bolso constituem armas per si e que a sua utilização para outros fins, nomeadamente de ataque a outros, é a prova de que a violência era premeditada. Só faltava mostrarem cintos apreendidos, que poderiam ter servido para estrangular os soldados, ou sapatos de salto afiado, que com pontaria cegariam qualquer um.

Não está em causa a reacção violenta dos tripulantes do navio e a necessidade, então, de defesa das tropas desembarcadas. Está em causa o que vem antes: a abordagem absolutamente estúpida dos israelitas, um desembarque de comandos às duas da manhã num navio o de gente cuja sanidade não será seguramente elevada e cujo perigo era, se não baixo, de controle relativamente fácil. Como disse uma deputada trabalhista, You simply do not send commandos into a PR situation. Ler também isto.

Claro que a estupidez daquela abordagem deriva de algo mais profundo e essencial, a forma como Israel lida com tudo o que entende ser uma ameaça à sua segurança e à sua sobrevivência. Criticar um acto estúpido, gravíssimo, consequente dos sentimentos de impunidade e prepotência próprios de um estado cada vez mais pária não implica, por um segundo que seja, a adesão ao discurso ou aos métodos do "outro lado". A clubização extrema do tema é realmente fácil, mas ainda é uma escolha.
publicado por Tiago Mendes às 23:07 | comentar | ver comentários (7) | partilhar

Ajuda humanitária

Se a intenção era a ajuda humanitária, porque não a deram a quem a faz chegar todos os dias a Gaza? E para quê estas armas, senão para aquilo que serviram? E o que seria uma resposta proporcionada por parte das Forças de Defesa Israelita? Facas, correntes e matracas?
publicado por Jorge Costa às 22:30 | comentar | partilhar

Com som e tradução



O ponto de vista do Parlamento israelita, pelo seu porta-voz, à BBC.
publicado por Jorge Costa às 20:42 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Se não me engano...

Este pacifista...


... é o mesmo pacifista que participou no linchamento do comando israelita, que desencadeou a violência na flotilha turca pacifista. Imagem daqui.
publicado por Jorge Costa às 20:03 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

4a às 18h30




publicado por Tiago Mendes às 19:35 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Uma espécie de táctica do quadrado

...mas ao contrário: invadir o inimigo que se encontra num terreno bastante delimitado, e fazê-lo com força desproporcional, na certeza que o ele, o inimigo, numa reacção esperada perante tal desproporção, entre a emoção, a loucura e o desespero, "cerque", em quadrado ou círculo ou elispse, os atacantes com os meios disponíveis - garrafas de vidro, colheres de pau, armas entretanto roubadas -, com isso provocando uma ameaça suficiente para justificar uma limpeza que deixaria os aficionados de jogos de computador a salivar... E ainda há quem não reconheça a superior inteligência daquela gente.
[reescrito]
publicado por Tiago Mendes às 19:17 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Razões de uma candidatura


1. No próximo dia 8 de Junho, o CDS vai a votos para a eleição dos órgãos Distritais de Lisboa;
2. Há 10 anos que não há eleições disputadas na Distrital de Lisboa do CDS;
3. Os actuais responsáveis pela Comissão Política e Assembleia Distrital pretendem revezar-se nos respectivos cargos, contornando a norma estatutária de limitação dos mandatos, não mostrando capacidade, nem tão pouco vontade, de contribuir com novas ideias e melhores propostas, susceptíveis de servir as pessoas;
4. O CDS, a nível nacional, tem vindo a crescer, sem que a estrutura distrital esteja à altura desse crescimento, reflectindo-se nos resultados eleitorais locais;
5. O CDS tem uma larga tradição no distrito de Lisboa, necessitando nestes difíceis tempos que Portugal atravessa, de uma renovada geração de políticas e de políticos;
6. O candidato, já conhecido, Dr. Telmo Correia, foi eleito há poucos meses deputado pelo distrito de Braga.

Entendemos, como imperativo de militância, apresentar um projecto alternativo, que visa procurar devolver ao distrito um CDS mais dinâmico, mais mobilizador e mais empenhado. O tempo é de crise e não se coaduna com políticas gastas e com políticos já comprometidos com outros desafios. Decidi, em conformidade, apresentar a minha candidatura à presidencia da Comissão Política Distrital de Lisboa, contando a meu lado com outros 18 candidatos. Eduardo Nogueira Pinto e Nuno Pombo encabeçam respectivamente a lista à Mesa do Plenário e ao Conselho de Jurisdição. Como mandatário contamos com o apoio de José Luís da Cruz Vilaça.
publicado por Pedro Pestana Bastos às 18:54 | comentar | ver comentários (11) | partilhar

Realmente, um grande dilema...


















Num teste de acesso aos cursos de formação de polícia: a PSP é informada da presença de um grupo de indivíduos numa discoteca em Lisboa que se desconfia estar na posse de armas brancas e de montante substancial de material estupefaciante. Não existem saídas de emergência na discoteca e o perigo imediato é baixo. O que fazer?

(1) Montar unicamente uma operação à saída da discoteca, de dimensão calibrada para o risco esperado, isto é, o perigo provável que poderá emanar do grupo suspeito.

(2) Montar uma operação à saída da discoteca de dimensão suficiente para poder lidar com o perigo máximo estimado.

(3) Montar uma operação à saída da discoteca de dimensão suficiente para poder lidar com o perigo máximo estimado, simultaneamente enviando agentes especiais desarmados para o interior da discoteca, com cartão verde para, consoante o contexto, falar com indivíduos do grupo suspeito e/ou indivíduos não suspeitos, de modo (i) a averiguar do perigo envolvido e (ii) minorar efeitos colaterais do confronto previsível à saída da discoteca.

(4) Enviar um grupo de comandos para o interior da discoteca, armados até aos dentes, para pôr ordem na casa e evitar que os estupefacientes acabem no mercado de rua.

PS: na foto, Eduardo Pitta com doses cavalareves de testosterona, atento a movimentações de anti-socratistas.
publicado por Tiago Mendes às 18:44 | comentar | partilhar

Win-Win situation, diz uma pacifista



Outro pacifista a bordo da flotilha turca,

E a reportagem actualizada, por um jornal, de costume, extremamente pacifista.

Mais imagens da pacífica recepção dos comandos israelitas que se preparavam para arrestar o barco, depois de este ter sido devidamente avisado de que não poderia prosseguir, sob pena de romper o bloqueio a Gaza, imposto por Israel, em guerra com o Hamas.


Aqui, o quadro jurídico da questão, tal como é equacionado por Israel.
publicado por Jorge Costa às 18:37 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

O exército de Maomé

Quem é a IHH, a principal organização da flotilha que foi barrada pelas Forças de Defesa de Israel, à aproximação de Gaza, quando pretextava trazer ajuda humanitária, num confronto, hoje, de que resultaram 15 mortos, entre os «activistas da paz», e seis soldados feridos? Um relatório, de 2007, do Danish Institute for International Studies, esclarece, e eu traduzo:

- O fenómeno dos grupos/frentes de caridade que fornecem apoio à Al-Qaeda não está de modo algum circunscrito exclusivamente aos limites da Península Arábica. Com efeito, noutras paragens do mundo muçulmano, outras entidades deste género se estabeleceram com quase idêntico sucesso - como na Turquia, com a chamada Fundação para os Direitos Humanos, Liberdades e Ajuda Humanitária (IHH). As autoridades turcas iniciaram as suas prórpias investigações criminais sobre a IHH em Dezembro de 1997, altura em que as fontes revelaram que os líderes da IHH estavam a comprar armas automáticas a outros grupos regionais islâmicos. Os escritórios da IHH em Istambul foram amplamente investigados, e os seus responsáveis presos. As forças de segurança descobriram uma vasta gama de artigos inquietantes, incluindo armas de fogo, explosivos, instruções para a confecção de bombas e uma bandeira da Jihad. Depois da análise dos documentos apreendidos à IHH, as autoridades turcas concluíram que «os membros detidos da IHH iam lutar para o Afganistão, Bósnia e Chechénia».

- Uma análise aos registos de chamadas telefónicas da IHH em Istambul mostrou repetidas chamadas em 1996 para uma casa da Al-Qaeda em Milão e vários operacionais terroristas argelinos noutras partes da Europa - incluindo o famoso Abu el-Ma'ali, que foi posteriormente chamado pelas autoridades norte-americanas «Osama Bin-Laden Junior».

Et caetera.

Aqui, está o vídeo da partida da flotilha de Istambul, no passado dia 24. Os «actividas da paz» gritam:

Intifada, intifada, intifada!
Khaybar, Khaybar, ó Judeus! O excército de Maomé vai voltar!



Khaybar foi o sítio onde Maomé esmagou a comunidade judaica existente, matou os seus líderes e tomou uma das viuvas para sua mulher.

Aqui, está outro vídeo, onde se vê a recepção pacífica feita pelos «activistas da paz», aos soldados israelitas que executavam barragem à flotilha.



publicado por Jorge Costa às 13:38 | comentar | partilhar

O último prego


Manuel Alegre está a pagar os custos de ser o candidato das esquerdas: conseguiu a admiração eterna de Louçã, mas abriu irremediavelmente velhas feridas no PS, nomeadamente com Mário Soares e Sócrates e os seus pequeninos. Por isso, na escala das megaproduções propagandísticas do PS de Sócrates, o apoio a Alegre equivale a nada – está, portanto, à escala do potencial do candidato. A sua derrota, que é inevitável, marcará simbolicamente o início do fim de Sócrates. E não deixa de ser curioso – quase poético – que seja o outrora miúdo que pregava pregos a pregar o último no caixão do Governo.
publicado por Alexandre Homem Cristo às 13:18 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Deve ser por acaso

No ano passado, no clímax do caso das escutas, os comentadores televisivos afectos a Passos Coelho (gente que, por mistérios insondáveis, se considera e é considerada de direita) mostravam grande clarividência: Cavaco Silva devia pedir a resignação do cargo, ir para casa ajudar as nanas a tratar dos netos, aproveitar o resto da reforma com a dignidade que ainda lhe sobrava, de certeza absoluta que não se recandidataria, se se recandidatasse iria ser humilhado nas urnas, e demais profecias sumamente sagazes.
Agora, na blogosfera passista (deixei de ver comentário político em televisão, para além da sempre interessante Quadratura do Círculo e das raras vezes em que aparece alguém que diz coisas dissonantes das verdades estabelecidas pelos comentadores de esquerda - mesmo os que, iludidos, se pensam de direita - como o Henrique Raposo) também já sabem: Cavaco Silva agora (da outra vez, afinal, e apesar de tanta certeza, foi só falso alarme) é que vai perder, por causa da promulgação do casamento gay.
Espera-se que Passos Coelho seja substancialmente mais inteligente do que aqueles que o apoiam e entenda que a reeleição de Cavaco Silva lhe é necessária. Pelo élan de ter uma vitória nas primeiras eleições, mas também porque nunca - repito: nunca - Alegre patrocinaria uma passagem de poder do PS para o PSD (não, nem para ser o simpático presidente que doma a 'direita'); Alegre só encurtaria a presente legislatura se, livre da enfermidade socrática, o PS fosse novamente o mais votado e pudesse governar sozinho ou, preferencialmente, com o BE.
publicado por Maria João Marques às 13:01 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Tendes no governo português um amigo

«A comissão nota com extrema preocupação que, na Venezuela, grupos como o Movimento Tupamaro (foto), Colectivo La Piedrita, Colectivo Alexis Vive, Unidad Popular Venezoelana e Grupo Carapaica estão a perpetrar actos de violência com o envolvimento ou aquiescência de agentes do Estado» (§ 41)


A Comissão Inter-Americana de Direitos Humanos, de que são membros, entre outros, Filipe Gonzalez, principal corpo da Organização dos Estados Americanos para a promoção e protecção dos direitos humanos, não é autorizada a entrar na Venezuela desde 2002. Apesar disso, dada a escalada de repressão e violência política contra os opositores de Chavez, parcialmente coberta pelos media internacionais, elaborou, com base em informação pública, um relatório, datado de 30 de Dezembro do ano passado, onde revela (reproduzo ipsis verbis o relatório):

- Foram criados mecanismos na Venezuela para restringir as possibilidades de candidatos opostos ao governo acederem ao poder (...) pelos quais 260 indivíduos (...) foram desqualificados para eleições (§ 5 do sumário executivo);
- Uma tendência para o uso de acusações criminais para punir pessoas que exercem o seu seu direito à demonstração ou protesto contra as políticas governamentais. (...) Foram levantadas acusações criminais contra mais de 2200 pessoas em relação com o seu envolvimento em demonstrações públicas (...), que podem conduzir a sentenças de prisão de mais de 20 anos (§ 8);
- O exercício do direito à demonstração pacífica na Venezuela conduz frequentemente a violações do direito à vida e ao tratamento humano (...) consequência do uso excessivo da força do Estado ou da acção de grupos violentos. (...) Entre Janeiro e Agosto de 2009, seis pessoas foram assassinadas em demonstrações públicas, quatro delas em resultado de acções das forças de segurança do Estado (§ 9);
- Numerosos actos violentos de intimidação levados a cabo por grupos privados contra órgãos de comunicação social, conjuntamente com declarações de altos responsáveis do Estado, contra esses media e jornalistas, por causa das suas linhas editoriais (§16);
- Dois assassinatos de jornalistas em 2008 e 2009, levados a cabo por pessoas não identificadas, juntamente com ataques físicos sérios e ameaças contra repórteres e os seus órgãos de informação (...), incidentes que demonstram o grave clima de polarização e intimidação em que os jornalistas têm de trabalhar na Venezuela (§ 17);
- O aumento de procedimentos administrativos sancionando órgãos de informação que criticam o governo (§ 18), (...) casos de censura prévia (§ 19), (...) procedimentos iniciados em Julho de 2009 visando o possível cancelamento das concessões de emissão a 240 estações de rádio (§ 20).

«Têm aqui um Governo amigo do Governo da Venezuela», disse-lhes este fim-de-semana Sócrates.
publicado por Jorge Costa às 13:01 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Nio tiendriemos caindidato

Sócrates decidiu e pela mão de Francisco Assis fiquei a saber que o PS desistiu de apresentar um candidato próprio às próximas presidenciais: apoiará Manuel Alegre, cuja militância socialista sobrevive apenas formal e muito, muito discutivelmente.
publicado por Manuel Pinheiro às 11:37 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Saudades de Sampaio?

A questão presidencial à direita deste PS provavelmente redundará numa questão prática. Há uma agenda reformista, mais ou menos traçada em linhas gerais, que o PS não fez e que não é defendida pelos partidos à sua esquerda. Esta agenda é defendida, com maior ou menor intensidade, à direita. O Presidente poderá ser um facilitador destas reformas ou uma força de bloqueio. Têm saudades da retórica de vida para além do défice ou de assuntos de gestão da RTP mandados para o Constitucional? É simples, bastará não votar Cavaco.
publicado por Manuel Pinheiro às 11:36 | comentar | partilhar

O país tem as prioridades que lhe apetece

Cavaco não queria distrair "o país" do problema económico, mas acabou involuntariamente a assistir a uma discussão ainda mais estéril sobre as presidenciais.
publicado por Manuel Pinheiro às 11:35 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Mas alguém ainda acredita neste homem?

"Apoio Manuel Alegre de forma convicta", disse José Sócrates, ontem à noite, no final da reunião da Comissão Nacional do PS. Até Manuel Alegre se deve estar a rir.
publicado por Paulo Marcelo às 08:35 | comentar | ver comentários (2) | partilhar
Domingo, 30.05.10

Para variar o tema



Sobre um livro de que já aqui falei. Para os que queiram alguma informação mais sistematizada, aqui. Para os que, não tendo a mais pequena pachorra para se informarem capazmente, mas não prescindem de dar palpites sobre tudo e mais alguma coisa, aqui fica um súmula do que podem encontrar lá dentro:
- entre 1990 e 2008, a taxa de crescimento médio anual em Israel foi de 4,8%, quase dupla da média da OCDE (2,5%);
- Israel tem um persistente excedente da balança de transacções correntes (excedente externo, ao contrário de défice externo), desde 2003;
- de 2003 para cá reduziu o nível de dívida pública em 23 pontos percentuais do PIB;
- a despesa pública baixou, no mesmo período, de 52% do PIB para 44%;
- é a economia com maior número de cientistas per capita e o país com maior nível de investimento em Investigação & Desenvolvimento do mundo: 4,7% do PIB;
- a seguir aos EUA, é o país com maior número de empresas cotadas no NASDAQ;
- é a segunda maior concentração de empresas high-tech do mundo, a seguir a Silicon Valley;
- quatro israelitas, nos últimos cinco anos, ganharam prémios Nobel nos campos da Economia e Química.
publicado por Jorge Costa às 20:14 | comentar | ver comentários (7) | partilhar

High Standards (2)

publicado por Alexandre Homem Cristo às 17:59 | comentar | ver comentários (6) | partilhar

Os Loucos Anos 80 (111)

The House of Love, "Christine", 1988

publicado por Miguel Morgado às 17:22 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Cachimbos

O Cachimbo de Magritte é um blogue de comentário político. Ocasionalmente, trata também de coisas sérias. Sabe que a realidade nem sempre é o que parece. Não tem uma ideologia e desconfia de ideologias. Prefere Burke à burqa e Aron aos arianos. Acredita que Portugal é uma teimosia viável e o 11 de Setembro uma vasta conspiração para Mário Soares aparecer na RTP. Não quer o poder, mas já está por tudo. Fuma-se devagar e, ao contrário do que diz o Estado, não provoca impotência.

pesquisa

 

posts recentes

links

Posts mais comentados

últ. comentários

  • O mais engraçado em toda a história das crianças i...
  • ou podre
  • http://fernandovicenteblog.blogspot.pt/2008/07/si-...
  • O pagamento do IVA só no recibo leva a uma menor a...
  • O ranking tal como existe é um dado absoluto. Um r...
  • Só agora dei com este post, fora do tempo.O MEC af...
  • Do not RIP
  • pois
  • A ASAE não tem excessos que devem ser travados. O ...
  • Concordo. Carlos Botelho foi um exemplo de dignida...

tags

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

subscrever feeds