Segunda-feira, 12.09.11

A seguir (2)

 
publicado por Miguel Noronha às 14:37 | partilhar
Sexta-feira, 09.09.11

Gregos

 

E a semana termina com o yield da obrigações gregas nos 97.96%. O governo grego desmentiu os rumoresque estaria a preparar para anunciar o "default" durante o fim de semana. No entanto, ao mesmo tempo era noticiadoque o governo alemão estaria a preparar para socorrer os bancos alemães que podiam enfrentar duras perdas com o "default" da Grécia.

publicado por Miguel Noronha às 16:57 | comentar | ver comentários (1) | partilhar
Quarta-feira, 20.07.11

The million euros question

Para evitar a propagação da crise e a implosão do euro fala-se na absoluta necessidade de implementar a união fiscal (que na prática irá transformar os países do Sul em protectorados com pouca ou nenhuma autonomia orçamental e política) e emitir as afamadas "eurobonds". Fala-se na solidariedade europeia (pois...) e na necessidade de preservar a UE mas como escreve Ambrose Evans-Pritchard a questão decisiva irá ser esta: "does Germany really want to pay the costs of monetary union any longer?".

 

Mesmo existindo vontade entre os políticos é capaz de ser uma ideia difícil de vender aos eleitores (e contribuintes) alemães.

 

 

publicado por Miguel Noronha às 11:35 | partilhar
Quarta-feira, 08.06.11

Reestruturação à vista

Numa carta enviada ao BCE e aos parceiros da zona euros, o ministro das finança alemão constata o óbvio. Contrariamente ao programa é impossível que a Grécia regresse aos mercados já em 2012. Como tal e para evitar que a Grécia falhe as suas obrigações com o credores (o famoso "default") propõe que os actuais detentores de dívida grega sejam obrigados a aceitar uma extensão do prazo de reembolso por 7 anos (ie na prática a reestruturação da dívida - o "haircut"). Para além de dar mais tempo ao governo grego para implementar as reformas - e para que estas comecem a produzir resultados (*) -  permitirá uma redistribuição dos encargos do plano de ajuda (o "bailout") assumindo os privados parte dos custos (**).

 

 

(*) Parece que os socialistas portugueses esperavam que o defunto PEC IV tivesse um impacto significativo em apenas 15 dias.

(**) Ao contrário de José Sócrates que sempre defendeu que deviam ser os contribuintes a pagar a totalidade da conta

 

Nota: A notícia no Público.

publicado por Miguel Noronha às 10:52 | partilhar

Cachimbos

O Cachimbo de Magritte é um blogue de comentário político. Ocasionalmente, trata também de coisas sérias. Sabe que a realidade nem sempre é o que parece. Não tem uma ideologia e desconfia de ideologias. Prefere Burke à burqa e Aron aos arianos. Acredita que Portugal é uma teimosia viável e o 11 de Setembro uma vasta conspiração para Mário Soares aparecer na RTP. Não quer o poder, mas já está por tudo. Fuma-se devagar e, ao contrário do que diz o Estado, não provoca impotência.

pesquisa

 

posts recentes

links

Posts mais comentados

últ. comentários

  • O mais engraçado em toda a história das crianças i...
  • ou podre
  • http://fernandovicenteblog.blogspot.pt/2008/07/si-...
  • O pagamento do IVA só no recibo leva a uma menor a...
  • O ranking tal como existe é um dado absoluto. Um r...
  • Só agora dei com este post, fora do tempo.O MEC af...
  • Do not RIP
  • pois
  • A ASAE não tem excessos que devem ser travados. O ...
  • Concordo. Carlos Botelho foi um exemplo de dignida...

tags

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

subscrever feeds