Quinta-feira, 16.06.11

Para quem ainda tivesse dúvidas

Ricardo Bayão-Horta lançou hoje duras críticas ao último governo de José Sócrates, que enveredou por um “clientelismo desenfreado”.

publicado por Miguel Noronha às 21:47 | partilhar
Terça-feira, 24.05.11

Agora o FMI

Tavares Moreira chama a atenção para o comunicado à imprensa do FMI em que se dá conta da aprovação pelo Executive Board da ajuda a Portugal. No anexo faz-se uma breve resenha da recente evolução económica que justificam as actuais dificuldades. Aqui se confirma, a traços largos, o que recentemente havia dito o Banco de Portugal e não confirmam alguns mitos popularizados pelo governo socialista e respectivo séquito. Nomeadamente, que a crise foi despoletada pelo chumbo do PEC IV, que não existem razões estruturais especificamente portuguesas e que o contágio se deu dos bancos para as contas públicas. Recomendo a leitura integral do post de Tavares Moreira

publicado por Miguel Noronha às 14:44 | partilhar
Sexta-feira, 20.05.11

Para quem ainda tinha dúvidas

No Público

No relatório anual publicado ontem, a entidade liderada por Carlos Costa assinala que foi o adiamento, em 2010, da correcção dos desequilíbrios orçamentais e externos da economia portuguesa - incluindo défices públicos acima do esperado - que fizeram com que Portugal ficasse exposto a uma avaliação negativa por parte dos mercados financeiros internacionais.

"Os investidores internacionais singularizaram a economia portuguesa principalmente em função do elevado nível de endividamento externo e do baixo crescimento tendencial, em conjugação com níveis do défice e da dívida pública relativamente altos e superiores ao esperado", afirmam os responsáveis do banco central.

O Banco de Portugal deixa bem claro que não foi o chumbo do PEC IV ou sequer descidas na notação da dívida soberana (versões popularizadas pela Alfama School of Economics) que provocaram o pedido de ajuda externa. Foi o laxismo do governo socialista que demorou uma eternidade a reconhecer que estavamos numa trajectória insutentável e que falhou repetidamente  objectivos auto-propostos nos PEC e OE (todos aprovados com o voto do PSD), que nos colocou nesta posição. Infelizmente o PS parece não ter aprendido nada com os seus erros. Sabem o que está a acontecer à Grécia, não sabem?

publicado por Miguel Noronha às 15:34 | partilhar
Quinta-feira, 19.05.11

Aguarda-se nova reforma "definitiva"

O ilustre deputado Saldanha Galamba anda cheio de azar. Bastaram alguns dias para o que a reforma "definitiva" do sistema público de pensões, que ele tanto elogiou, fosse posta em causa. Aguarda-se a qualquer instante um ataque "abrantino" ao carácter do governador do Banco de Portugal a fim de desacreditar a instituição que ousa por em causa o chefe dos socialistas.

publicado por Miguel Noronha às 17:02 | partilhar
Terça-feira, 08.01.08

O desnorte de um homem do norte

Enfim, porventura posso ser eu que não estou a ver bem as coisas, mas parece-me impressionante o desnorte do PSD: ministro das Finanças, Banco de Portugal, CGD, BCP, ninguém escapa. O PSD faz o pleno e critica tudo e todos. O resultado? Quando tudo se critica, tudo é essencial e irrelevante ao mesmo tempo. O PSD perdeu por completo a noção daquilo que era verdadeiramente essencial: o BCP. Era aí, em exclusivo, por motivos vários, que deveria ter apontado os holofotes.
Sejamos claros. Não é por acaso que o Governo prescinde de Carlos Santos Ferreira à frente da CGD. Era do interesse estratégico do PS conquistar o controlo do BCP. A CGD, na ordem relativa das coisas, era secundária. Valia a pena perder a presidência da Caixa — mantendo o controlo accionista — a favor de um prémio maior: o BCP.
publicado por Joana Alarcão às 14:53 | comentar | ver comentários (9) | partilhar

Cachimbos

O Cachimbo de Magritte é um blogue de comentário político. Ocasionalmente, trata também de coisas sérias. Sabe que a realidade nem sempre é o que parece. Não tem uma ideologia e desconfia de ideologias. Prefere Burke à burqa e Aron aos arianos. Acredita que Portugal é uma teimosia viável e o 11 de Setembro uma vasta conspiração para Mário Soares aparecer na RTP. Não quer o poder, mas já está por tudo. Fuma-se devagar e, ao contrário do que diz o Estado, não provoca impotência.

pesquisa

 

posts recentes

links

Posts mais comentados

últ. comentários

  • O mais engraçado em toda a história das crianças i...
  • ou podre
  • http://fernandovicenteblog.blogspot.pt/2008/07/si-...
  • O pagamento do IVA só no recibo leva a uma menor a...
  • O ranking tal como existe é um dado absoluto. Um r...
  • Só agora dei com este post, fora do tempo.O MEC af...
  • Do not RIP
  • pois
  • A ASAE não tem excessos que devem ser travados. O ...
  • Concordo. Carlos Botelho foi um exemplo de dignida...

tags

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

subscrever feeds