Quarta-feira, 28.09.11

O imposto-inflação

Um estudo da Yorskhire Building Society estima que o efeito combinado de taxas de juro artificialmente baixas (com taxas reais negativas) e da inflação levou à perda de cerca de 15% do valor real nos depósitos de poupança. Agora que alguns advogam o aumento da inflação com forme de saída da crise, importa saber que a inflação funciona como um imposto generalizado sobre os aforradores beneficiando claramente aqueles que se endividaram.

 

"The cumulative effect has been similar to a slow motion bank robbery, with savers suffering for the benefit of borrowers because inflation transfers wealth from the former to the latter by reducing the real value of debts as well as savings. This unstated policy is unlikely to change soon because the government is Britain’s biggest debtor and also the biggest beneficiary from negative real interest rates. No politician will say that savers must be punished for their prudence in order to protect borrowers from the consequences of excessive debt but that is what government policy amounts to."

 

 

publicado por Miguel Noronha às 12:51 | partilhar
Quinta-feira, 11.08.11

Para os apologistas da inflação

 

"The Abandonment of a Governance Ethical Principle" de Pedro Albuquerque

 

 "let's not forget that redeeming debt with fiat money is just one train stop away from not being able to redeem it even with fiat money. Ask Brazil."

 

publicado por Miguel Noronha às 08:54 | partilhar
Segunda-feira, 20.06.11

A solução final

 

Começa a ganhar peso a corrente de opinião que defende que devemos abandonar voluntariamente o euro e regressar às "desvalorizações competitivas" para reduzirmos de forma substancial (e rapidamente) os problemas dos endividamentos público e externo e ganharmos competitividade nas exportações. O que (normalmente) não explicam é que esta seria a melhor forma de garantir que nenhuma das reformas essenciais seria feita, perpetuando muitas das razões que nos trouxeram até aqui. Por outro lado, iríamos impor um empobrecimento substancial e generalizado que iria afectar tanto os que se endividaram de forma inconsciente como aqueles que geriram as suas finanças de forma regrada. Por último, querem mesmo devolver aos políticos o comando da fotocopiadora? Desejam mesmo o regresso da inflação?

publicado por Miguel Noronha às 10:14 | partilhar

Cachimbos

O Cachimbo de Magritte é um blogue de comentário político. Ocasionalmente, trata também de coisas sérias. Sabe que a realidade nem sempre é o que parece. Não tem uma ideologia e desconfia de ideologias. Prefere Burke à burqa e Aron aos arianos. Acredita que Portugal é uma teimosia viável e o 11 de Setembro uma vasta conspiração para Mário Soares aparecer na RTP. Não quer o poder, mas já está por tudo. Fuma-se devagar e, ao contrário do que diz o Estado, não provoca impotência.

pesquisa

 

posts recentes

links

últ. comentários

  • O mais engraçado em toda a história das crianças i...
  • ou podre
  • http://fernandovicenteblog.blogspot.pt/2008/07/si-...
  • O pagamento do IVA só no recibo leva a uma menor a...
  • O ranking tal como existe é um dado absoluto. Um r...
  • Só agora dei com este post, fora do tempo.O MEC af...
  • Do not RIP
  • pois
  • A ASAE não tem excessos que devem ser travados. O ...
  • Concordo. Carlos Botelho foi um exemplo de dignida...

tags

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

subscrever feeds