A vida custa a todos

Caso alguém não tenha reparado, Alemanha, França, Itália e Reino Unido não estiveram com meia medidas e anunciaram unilateralmente que vão reconhecer a soberania do Kosovo. À restante União Europeia, claro, resta-lhe seguir na segunda fila o diktat das grandes potências. Há verdades que são eternas: the strong do what they can and the weak suffer what they must.
Pior. É nestas pequenas coisas que se percebe, de forma cristalina, por que motivo esta construção europeia não pode ser referendada.
publicado por Joana Alarcão às 00:17 | comentar | partilhar