Confiança

Nunca se ouviram tantas exortações à "confiança" como no último ano: é a "confiança" na economia, é a "confiança" na justiça, é a "confiança" nas instituições, é a "confiança" em nós mesmos, é a "confiança" no País. É um verdadeiro arraial de confiança.
Eu não tenho nada a opor, desde que se acrescente a pergunta indispensável: a confiança deve estar limitada apenas ao que é confiável? Ou também devemos confiar no inconfiável?
publicado por Miguel Morgado às 14:30 | comentar | partilhar