O inevitável

Espero que Passos Coelho, após fazer o inevitável - que é viabilizar o OE -, não mais se esqueça da lição que já devia ter aprendido: não se negoceia com esta gente.
publicado por Alexandre Homem Cristo às 14:44 | comentar | partilhar