Precisa-se: conta, peso e medida


Caro Eduardo Pitta, a si faz-lhe confusão a posição dos comentadores e a mim faz-me alguma confusão a sua confusão. Não vou repetir o que já escreveu Tomás Vasques. Assino por baixo, no essencial. Faz-me confusão que o Eduardo não perceba que, pelo andar da carruagem, um destes dias nem as carrinhas da sopa dos pobres escaparão à fúria das medidas de higiene alimentar. Afinal, bem vistas as coisas, mais vale passar fome do que engolir um cabelo?
publicado por Joana Alarcão às 01:17 | comentar | partilhar