E não adianta nada dizer que é melhor que nada

Pouco. E a razão por que é quase nada é esta. Chega de conversa mole. A mais recente e consistente análise do que por aqui se passa. O relatório deve ser lido na integra. Aqui. Obrigado a quem mo mandou.
publicado por Jorge Costa às 19:09 | partilhar