Estudo de Harvard confirma o que disse Bento XVI sobre o combate à SIDA em África


Ainda se lembram da polémica à volta das declarações de Bento XVI na viagem para Angola? Um estudo recente (A Surprising Prevention Success: Why Did the HIVEpidemic Decline in Zimbabwe?) realizado pela Universidade de Harvard dá razão às ideias do Papa sobre o combate à SIDA, em especial no continente africano, que tanta polémica causaram. Daniel Halperin do departamento de saúde global da população de Harvard afirma que um comportamento sexual responsável e a fidelidade ao próprio cônjuge foram factores que determinaram uma drástica diminuição da epidemia no Zimbábue. Este especialista analisou, desde 1998, a disseminação de doenças sexualmente transmissíveis nos países em vias de desenvolvimento, com dados estatísticos e estudos no terreno. Entre 1997 a 2007, a taxa de infecção entre adultos diminuiu de 29% para 16%. Uma das conclusões afirma: The behavioral changes associated with HIV reduction mainly reductions inextramarital, commercial, and casual sexual relations, and associated reductions in partner concurrency (...) Estou curioso por ouvir o que dizem aqueles que na altura rasgaram as vestes. Provavelmente uma simples nota de rodapé. Ou nem sequer isso.
publicado por Paulo Marcelo às 17:55 | comentar | partilhar