"Forma" e "conteúdo"

É costume agora ir-se dizendo por aí (e não só pelo PS...) que a linha política do governo tem sido, em geral, "certa". Que o problema esteve no "discurso".
Nada mais errado. O "discurso" do governo Sócrates é também uma opção política enquanto tal. (E não esqueçamos que o "discurso" teve quase sempre uma função legitimadora das outras opções.)
Não há um "discurso" errado de um lado e uma "prática política" certa do outro. Não são separáveis. E foram ambos errados.
publicado por Carlos Botelho às 01:11 | comentar | partilhar