Lusitânia

Os que avançam de frente para o mar e nele enterram, como uma faca aguda, a proa negra dos seus barcos, vivem de pouco pão e de luar.

Sophia de Mello Breyner Andersen
publicado por Joana Alarcão às 11:09 | comentar | partilhar