Conflito europeu

Os vários conflitos que existem hoje no seio da União Europeia podem ser subsumidos num só: o confronto entre aqueles que reclamam um "aprofundamento" urgente dos poderes, competências e jurisdição da União (e correspondente esvaziamentos dos poderes, competências e jurisdição dos Estados-membros) e os que dizem que o fundo é já suficientemente profundo. Em grande medida, é possível dizer que o grande consenso quanto à direcção e ritmo da integração está, de certo modo, desfeito.
A separação de águas estará para breve, quando os apelos crescentes à revisão do Tratado de Lisboa - feitos pelos partidários do "aprofundamento" - subirem de tom e constituirem o programa político de certas correntes.
É estar atento.
[A quem interessar: no início de Abril escrevi isto no Diário Económico - "Eles e Nós"]
publicado por Miguel Morgado às 19:03 | partilhar