Os portugueses demonstraram preferir...

Começa assim o longo aproveitamento dos resultados globais para defender as mais diversas agendas. O mandato para os partidos está representado no parlamento, mas sobre o eleitor individual e as suas preferências, é sempre boa ideia relembrar a seguir a umas eleições o teorema da impossibilidade de Kenneth Arrow:

«In social choice theory, Arrow’s impossibility theorem, or Arrow’s paradox, demonstrates that no voting system can convert the ranked preferences of individuals into a community-wide ranking while also meeting a certain set of reasonable criteria with three or more discrete options to choose from.» (Wiki)
publicado por Manuel Pinheiro às 14:18 | partilhar