É cá uma diferença

Diz Filipe Paiva Cardoso no ABC do PPM:
«Mário Lino não está a gastar dinheiro público nas inaugurações, apenas a exigir às concessionárias que gastem 500 mil euros numa inauguração onde é o próprio Governo que escolhe os fornecedores.»

E, por alguma estranha e mágica razão, os "preços" das concessões não reflectem esse custo de €500,000? O estado almoçaria de graça, portanto. Gasta apenas em asfalto, subitamente mais caro, mas não em propaganda. Que bonito.
publicado por Manuel Pinheiro às 21:02 | comentar | partilhar