História de proveito e exemplo

Era uma vez um salazarista. Votou no Salazar, ganhou e pôs-se a pensar no futuro radioso que aí vinha.
Era uma vez um comunista. Votou no Cunhal, perdeu e pôs-se a pensar que todo o seu passado tinha sido em vão.
Era uma vez um democrata. Desligou a televisão e foi trabalhar para pagar as reformas dos outros dois.
publicado por Pedro Picoito às 15:07 | partilhar