O Longo Braço Norte-Americano.

Segundo pude ouvir hoje em dois noticiários da RTP, parece não restarem dúvidas sobre a participação, como “conselheiro”, de um jovem norte-americano no massacre ocorrido numa escola secundária finlandesa na passada semana. Como se não bastasse, também nos é dito que tanto o “conselheiro”, como o facínora finlandês, admiram, ou admiravam, os autores da carnificina de Columbine ocorrida em Abril de 1999. Em resumo, onde antigamente – naquilo que os humanos não eram capazes de explicar, ou não queriam explicar –, havia sempre mão de Deus, há hoje mão norte-americana. Definitivamente, e ao contrário do que durante décadas abusivamente se proclamou, Deus não é brasileiro. É norte-americano e vive, presumo, em Washington, D.C..
publicado por Fernando Martins às 14:50 | partilhar