Saudades de Sampaio?

A questão presidencial à direita deste PS provavelmente redundará numa questão prática. Há uma agenda reformista, mais ou menos traçada em linhas gerais, que o PS não fez e que não é defendida pelos partidos à sua esquerda. Esta agenda é defendida, com maior ou menor intensidade, à direita. O Presidente poderá ser um facilitador destas reformas ou uma força de bloqueio. Têm saudades da retórica de vida para além do défice ou de assuntos de gestão da RTP mandados para o Constitucional? É simples, bastará não votar Cavaco.
publicado por Manuel Pinheiro às 11:36 | comentar | partilhar