O Procurador dos procuradores?

Espero sinceramente que o Procurador-Geral da República esclareça muito bem tudo isto, no comunicado que prometeu para amanhã. Toda a situação e estas afirmações do presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público ("estão a ser feitas pressões sobre os investigadores do caso Freeport para arquivarem o processo") são demasiado graves para a nossa Democracia e para o Estado de Direito, para persistirem silêncios institucionais. Ou será que o PGR só esclarece e emite comunicados quando dá jeito ao poder Executivo? Se a situação não se esclarecer rapidamente será mesmo necessária a intervenção do Presidente da República, enquanto primeiro Magistrado da Nação. Mas será tudo isto mais uma campanha negra? Se é campanha, não sei, mas lá que cheira mal, cheira.
publicado por Paulo Marcelo às 20:06 | comentar | partilhar