Mas afinal a legalização da IVG não acabava com o aborto clandestino?

Aqui está um exemplo de como a legalização do aborto não fez desaparecer o problema do aborto clandestino, como mentirosamente era afirmado pelo SIM durante a campanha do último referendo. Será que vamos ter agora manifestações à porta do tribunal que julgar a enfermeira acusada de centenas de abortos clandestinos? Como se previa, com a aprovação da nova lei e respectiva regulamentação, o aborto tem-se banalizado, à medida que a sociedade (e cada um de nós...) vai perdendo o respeito pela vida humana. É cada vez mais usado, mesmo nas clínicas "legalizadas", como meio de planeamento familiar. Tudo isto seria ridículo se não fosse trágico e mesmo sangrento.
publicado por Paulo Marcelo às 19:39 | comentar | partilhar