Capital "Estrangeiro".

Face à possibilidade, que realmente existe, de o PS e o Governo Sócrates, escondidos por trás dos "accionistas de referência", virem a tomar conta do BCP, o "maior banco privado português", apelo aos grandes bancos estrangeiros para que, mesmo com grande sacrifício, comprem o BCP. Era um grande favor que faziam aos pequenos e médios accionistas, talvez também aos grandes, e uma ajuda que davam à nossa pobre "democracia" e ao nosso "capitalismo" de polichinelo.
publicado por Fernando Martins às 23:18 | partilhar