Farsa não será, com certeza

E não é, com certeza, como farsa.

Hoje parecem sobrar cada vez menos dúvidas de que a Casa Branca se resignou a um Irão nuclear. É essa a convicção do senador John McCain, e a comparação entre Neville Chamberlain e Obama é (também a) dele. O que explica, diz Stephen Hayes, a reacção aparentemente histérica do presidente norte-americano em relação à recusa israelita de suspender a construção em Jerusalém. «Pensam que estamos a sobre-reagir à questiúncula das casas? Então experimentem bombardear o Irão», terá sido a mensagem. Entretanto, vai avançado o debate sobre a nova era de contenção. A new beginning? De quê? Não há como um appeaser para chamar a guerra.
publicado por Jorge Costa às 20:13 | partilhar