Os travestidos da política portuguesa

O Carlos Botelho já aqui tinha falado da tentativa de José Sócrates mostrar-se ao lado de "independentes de direita", iniciativa essa que foi publicitada pela entourage do Primeiro-ministro. Se é verdade que alguns desses nomes foram claramente utilizados por José Sócrates para se promover (como se pode constatar nesta declaração de António Carrapatoso e como o Manuel Pinheiro também garantiu aqui), também não podemos esquecer que a sociedade portuguesa há muitos anos assiste a este desfilar de "independentes", que vão oscilando entre o PS e o PSD, conforme sopram os ventos do poder. Mantêm-se na sombra, aparecendo por vezes para mostrarem ostensivamente que estão com o poder, e nunca surgindo ao lado da oposição. Nos últimos anos tivemos um grande exemplo disto: a verdadeira "mente livre" da direita portuguesa, José Miguel Júdice, que não teve problemas em juntar a sua voz ao socialista José Sócrates.

publicado por Nuno Gouveia às 15:26 | partilhar