Espectáculo deprimente I

Mário Soares, ontem, na RTP1, com uma Clara Ferreira Alves pressurosamente sorridente a cada sílaba do ancião, dentro de uma sinagoga, respeitoso de kippah e elogiando Yasser Arafat. Fazendo depois equivaler o ataque bombista ao hotel King David (alvo militar) por parte do Irgun de Menachem Begin em 1946 às matanças indiscriminadas e deliberadas de civis desarmados por parte da OLP e quadrilhas-satélites ao longo de décadas. Sempre com o sorrisinho ignorante da interlocutora. Estamos conversados.

[Convinha, por exemplo, que Soares fizesse a comparação entre o modo como o governo israelita de Ben Gurion cortou com as actividades discutíveis do Irgun e a complacência e efectiva cumplicidade da Autoridade Palestiniana do rais Arafat para com os bandos do Hamas e dos Mártires de al-Aqsa.]

Deprimente também, depois, ver os dois, cá fora, diante de uma estátua de Maimónides, tentando, por entre as maiores banalidades, pronunciar o nome do pobre filósofo judeu...
publicado por Carlos Botelho às 15:49 | partilhar