Quinta-feira, 01.07.10

Da série "O sorriso do lobo"


"Portugal é um país pequeno. Pior, é pobre, ou de forma simpática, o mais pobre dos ricos."

publicado por Nuno Lobo às 10:08 | comentar | ver comentários (4) | partilhar

E este, caro amigo, também não percebe nada de futebol?

Mourinho sobre Cristiano Ronaldo: "Nas minhas equipas, quando ganhamos, ganhamos todos, quando perdemos, perco eu... por isso Ronaldo pode estar tranquilo e gozar as suas férias que na próxima época não deixarei que ninguém ponha sobre ele as responsabilidades de uma equipa."

Já agora, Bruce Arena em 2003 sobre Carlos Queiroz (nas P&R do i de hoje): "É mais uma teoria de marketing que outra coisa qualquer. E não tem qualquer substância. (...) Ele criou um plano cujo lugar ideal é o caixote do lixo." (É como tenho dito: o homem é um "falso inteligente".)
publicado por Nuno Lobo às 10:05 | comentar | partilhar

Águas perigosas

São cada vez mais densas as dúvidas sobre se a Alemanha pode continuar a ser o esteio da existência e sobrevivênca da União Monetária Europeia e, por implicação, da União Europeia. Há dois dias, o Banco Central Europeu falhou uma operação de esterilização das compras que tem feito de obrigações, no âmbito do pacote de salvamento da Grécia e, implicitamente, dos países em idênticos apuros. A operação deveria drenar, sob a forma de depósitos, liquidez no montante de 55 mil milhões de euros na posse dos bancos. O que significa que, querendo, ou não, entrou à força num processo de monetização dos défices, com o aumento da base monetária do euro, e geração de inflação - algo que os alemães abominam e torna o Banco Central Europeu no tipo de instituição que é percebida como uma ameaça.

The ECB is moving in dangerous waters. It is getting into a situation where it may have to choose whether to combat inflation or prop up a country on the brink of defaulting.

Não deveria restar dúvidas sobre o que escolherá a Alemanha. Nós comportamo-nos como seres distantes em relação a tudo isto, como se nada tivesse a ver connosco, quando o tem de maneira decisiva. O Governo e a oposição tão medíocre quanto ele gerem a espuma dos dias. Portugal é um país a que acontecem coisas. É humilhante.
publicado por Jorge Costa às 09:55 | comentar | partilhar

Um elefante na sala, ou o país a saque da máfia socrática e infectado pela indiferença geral

Tenho lido diariamente as páginas centrais do Correio da Manhã (tem dias que não é nas centrais, mas anda sempre ali perto). Desde há semanas, aquela dupla-página reproduz integralmente as escutas telefónicas do caso PT/TVI. Metódica e organizadamente. Com os nomes, os casos, as sms, os telefonemas. Tudo preto no branco, sem comentários ou interpretações, apenas factos, reproduções de conversas que foram gravadas - e, portanto, não podem ser desmentidas -, numa soma de episódios que parecem mais italianos do que portugueses, e numa cronologia que não permite duvidar ou negar o que ocorreu. Só não vê quem não quer mesmo ver…

A vantagem deste serviço público do Correio da Manhã é que, liberto dos empecilhos habituais dos legalismos que tantas vezes têm impedido que se faça justiça, permite que cada leitor ajuíze, por si, sobre o que está em causa. Aquelas conversas ocorreram, aquelas sms’s foram trocadas. Podem os Tribunais e os Parlamentos fazerem-se de surdos “em nome da lei” e por obediência ao “regimento”, ao ”regulamento” ou ao tão amado “erro processual”, pode a esgrima dos advogados ser mais ou menos feliz sobre as armadilhas do legislador, mas nada disso apaga evidências e factos.

O que resulta da leitura diária do CM é radicalmente divergente do que sucede na praça pública. Trata-se de um insólito caso de inversão da prova: ainda que aquelas páginas nos demonstrem e provem um dos mais graves atentados à democracia e à liberdade de expressão de que tenho memória no pós-25 de Abril (ok, 1975 à parte…), e que se estende bem para lá da TVI e do casal Moniz/Moura Guedes, e estando o escândalo nas páginas do jornal diário de maior expansão, o que sucede é que a Comissão Parlamentar não consegue concluir nada, os mecanismos da justiça não conseguem e/ou não podem “ouvir”, e os procedimentos legais encarregam-se do resto. Os (outros) jornais também não lêem o Correio da Manhã. O Presidente da Republica persiste em não ler jornais. A “Europa” não conta para este insólito acontecimento.

Todas as escutas que exibem tristemente a verdade são, afinal, “nulas” e servem hoje apenas para que saibamos como o sistema está feito para que não funcione. Ou seja: encarregam-se de fazer com que o elefante que se passeia pela sala não seja afinal visto por alguém.

Se quisermos ir mais fundo, este caso mostra o que mudou dos tempos de “O Independente” aos dias de hoje – há 20 anos, este trabalho do Correio da Manhã já tinha feito cair o Governo, já tinha feito algumas pessoas mudarem de vida, e certamente recentrara o mundo político. Nos dias que correm, não apenas nada acontece como a maioria dos envolvidos continua a passear-se em cima do elefante que todos fazem de conta que não vêem.

Já tinha visto muita coisa nestes 46 anos de vida. Nunca tinha visto o visível tornar-se invisível mesmo estando à vista.

Pedro Rolo Duarte
publicado por Tiago Mendes às 00:02 | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Grande Finale (7)





Planet of the Apes, Franklin J. Schaffner, 1968

publicado por Miguel Morgado às 00:01 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Cachimbos

O Cachimbo de Magritte é um blogue de comentário político. Ocasionalmente, trata também de coisas sérias. Sabe que a realidade nem sempre é o que parece. Não tem uma ideologia e desconfia de ideologias. Prefere Burke à burqa e Aron aos arianos. Acredita que Portugal é uma teimosia viável e o 11 de Setembro uma vasta conspiração para Mário Soares aparecer na RTP. Não quer o poder, mas já está por tudo. Fuma-se devagar e, ao contrário do que diz o Estado, não provoca impotência.

pesquisa

 

posts recentes

links

Posts mais comentados

últ. comentários

  • ou podre
  • http://fernandovicenteblog.blogspot.pt/2008/07/si-...
  • O pagamento do IVA só no recibo leva a uma menor a...
  • O ranking tal como existe é um dado absoluto. Um r...
  • Só agora dei com este post, fora do tempo.O MEC af...
  • Do not RIP
  • pois
  • A ASAE não tem excessos que devem ser travados. O ...
  • Concordo. Carlos Botelho foi um exemplo de dignida...
  • ou morriam um milhão deles

tags

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

subscrever feeds