Eles comem tudo Eles comem tudo Eles comem tudo E não deixam nada



Confesso que não perdi muito tempo a ler a notícia, mas uma vista-de-olhos na diagonal foi suficiente para perceber que a confusão já começou. A notícia é capa no i e com direito a editorial e tudo. O Sporting tem uma gamebox duo de promoção destinada a casais, homem & mulher, solteiros ou casados, com o propósito de atrair mais mulheres ao Estádio de Alvalade. A ideia é simpática e até poderia surtir efeito não fora a queixa de que o Sporting é agora sujeito de estar a discriminar os “casais” homossexuais. Miguel Pacheco abre assim o seu editorial de hoje: “Correm tempos estranhos em Alvalade. À falta de mais mulheres nas bancadas, os leões puseram à venda um produto estranho.” É caso para dizer que estranhos são os tempos que correm fora de Alvalade. Basta uma pessoa pensar meia vez para perceber que a extensão da promoção a “casais” homossexuais dita o fim da campanha: juntamente com alguns amigos, compro anualmente uma gamebox para assistir aos jogos do Sporting; no dia em que a gamebox de promoção, destinada a casais, passar a contemplar pessoas do mesmo sexo, eu e os meus amigos deixaremos de pagar "x" euros por cada gamebox individual e passaremos a pagar "x-y" euros por metade de cada gamebox duo. Assim, o que poderia ser uma boa ideia para atrair mulheres ao Estádio de Alvalade, deixa de fazer qualquer sentido comercial. O Sporting deixa cair a promoção e ponto final no assunto. É claro que Miguel Vale de Almeida ilumina a coisa a uma outra luz: "É ilegal e absolutamente inaceitável. Só posso entender isso como pura maldade." Os itálicos são meus e servem para nos alertar do que nos espera muito em breve.
publicado por Nuno Lobo às 17:59 | partilhar