Ronda da Noite

Primeira paragem. "Deveria ser um escândalo público, mas nem sequer é um vago interesse ciciado. Em tão poucas coisas mostramos mais a nossa apatia cívica do que na questão do do tratado que terá o nome de Lisboa." Não posso estar mais de acordo com Pacheco Pereira.
Segunda paragem. É sabido que, apesar de sólidas credenciais conservadoras, tenho um fraquinho pela estética da esquerda revolucionária. Ficou-me da adolescência. Por isso, e correndo o risco de escandalizar alguns amigos, recomendo vivamente a série de murais alusivos ao 25 de Abril que a Maria João Pires tem postado no Cinco Dias. E para não ser só eu a atrair a ira da tribo, aviso que o camarada Botelho também anda a trabalhar para o outro lado...
publicado por Pedro Picoito às 13:00 | partilhar