A última viagem


No próximo Domingo, o centenário Sud-Express que liga diariamente Portugal a França fará a sua última viagem.

O comboio que parte diariamente de Lisboa para França já não rola até Paris, (em Hendaye os passageiros fazem transbordo para o TGV), e já não é o mesmo comboio que fazia a viagem no início do século XX em 34 horas, mas no mesmo ainda seguirá a mítica carruagem azul construída nos anos 60 (Camas Wagon Lits), e a última carruagem restaurante da CP.

Quando tinha 20 anos viajei no Sud-Express sozinho na primeira etapa do meu primeiro Inter-Rail. Entre algum desconforto e a horas que não passavam, a viagem era bonita e servia para se planear a primeira semana do Inter-Rail. Entre a carruagem azul (camas) e a carruagem restaurante experimentava-se um encanto desconhecido que associei à nostalgia dos grandes Expressos do início do século XX.

Entalado entre as novas auto-estradas a os aviões low-cost, o Sud-Express perdeu importância e deixou de ser um canal de ligação importante à Europa. Fica a memória de um comboio que faz parte da nossa história. A sua última viagem merecia uma evocação condigna. Se pudesse embarcava na última viagem Sud-Express.
publicado por Pedro Pestana Bastos às 09:49 | comentar | partilhar