Espectáculo deprimente II

Ouvir e ver, há pouco, nos Telejornais, o nosso primeiro-ministro, na fronteira da Polónia com a República Checa ou sítio que o valha, todo contente, expressando-se (?) num Inglês pavorosamente "técnico". Com uma pronúncia de fugir e usando as palavras erradas (com vagas semelhanças fonéticas...). E o outro português, o Joseph Barroso, esforçando-se por fazer humor, coitado. À volta, os adultos lá se iam rindo.

Porque será que os nossos governantes, nas cerimónias com os colegas europeus, aparecem quase sempre com aquelas caritas contentes de filho da criada a quem deixam brincar com os brinquedos partidos do filho do patrão?
publicado por Carlos Botelho às 16:22 | comentar | partilhar