Sossego e propostas

Tem uma certa piada, porque aquilo que se deveria pedir ao PSD pós-Congresso de um ponto de vista de gestão seria a operacionalização da equipa, sendo que parte dela consiste em recrutar e literalmente enfiar dentro dos "gabinetes" quadros do partido que construam as propostas do mesmo (não tanto a visão, análise, objectivos nem a estratégia, já alinhados pela Presidente).

O que algumas pessoas estão a pedir ao PSD é que se aventure de forma ligeira na produção instantânea de números e datas, uma espécie de leite instantâneo em pó. Parece um regresso à infância, em que existe uma necessidade incessante de entretenimento no berço. Nada disto tem como consequência um absoluto silêncio, mas quem não percebe que uma coisa é detectar um montante excessivo de investimento em obras públicas e uma outra coisa é análise uma a uma e hierarquizá-las para definir o ponto máximo de execução e respectiva calendarização, percebe efectivamente muito pouco. Ou isso ou a má fé. Ou as duas.
publicado por Manuel Pinheiro às 16:48 | comentar | partilhar