sporting4ever

Pressente-se que o ambiente nas bancadas do Sporting x Marítimo de amanhã será infernal. Apenas se o Sporting marcar um golo cedo e controlar o jogo poderá evitar os assobios que se têm sucedido em Alvalade jogo após jogo. Mas esta possibilidade é remota e o mais provável será o jogo decorrer como têm decorrido os anteriores. Ao contrário de muitos “sportinguistas”, sou daqueles que acham sempre que os jogadores, treinadores e directores do Sporting são os melhores. Não assobio a equipa e não chamo nomes aos jogadores. Qualquer pessoa com um mínimo de discernimento e capacidade para analisar um jogo de forma objectiva percebe que um ambiente hostil nas bancadas em nada favorece o rumo do jogo. Muito pelo contrário, apenas faz com que as coisas piorem. É fácil perceber que os “sportinguistas” que vão ao estádio, dispostos a assobiar a equipa e chamar nomes aos jogadores durante o jogo, não se distinguem assim tanto dos benfiquistas ou portistas, ou adeptos de qualquer outro clube; melhor, distinguem-se, mas pela estultícia, já que os benfiquistas e portistas ganham com o mal do Sporting e os sportinguistas apenas perdem. Este ano as coisas não estão a correr bem ao Sporting e é natural que as melhorias que todos os sportinguistas desejam não sejam suficientes para que o ano em curso resulte num sucesso estrondoso. Como qualquer outro sportinguista, fico feliz quando o Sporting ganha e desiludido quando o Sporting perde. Mas o que faz de mim um sportinguista, muito além da conquista ou não conquista dos primeiros lugares, é o imenso orgulho que sinto em ser do Sporting, de ter herdado o amor pelo Sporting, de ter a certeza que defenderei o Sporting todos os dias da minha vida. Seria muito bom que amanhã todos os sportinguistas presentes nas bancadas de Alvalade soubessem ser dignos de pertencer a este Glorioso Clube. Eu lá estarei para apoiar incondicionalmente os jogadores, treinador e directores. Viva o Sporting!


publicado por Nuno Lobo às 16:38 | partilhar