Esgotado

Depois da revolução, a revolução. Eis o espírito revolucionário, matriz do BE, e hoje o seu maior obstáculo. Os dez anos de liderança de Louçã conduziram o BE a uma ortodoxia ideológica, e a incapacidade de diálogo, uma necessidade das democracias pluralistas, impede o partido de ser a alternativa de esquerda que pretende convencer que é. A entrevista publicada ontem na revista Única do Expresso expõe a questão com inequívoca clareza. Louçã recusa ser poder com o PS e rejeita o esgotamento ideológico do partido. Está, ele também, esgotado e não se apercebe.

publicado por Alexandre Homem Cristo às 22:23 | comentar | partilhar