Ai a cultura

Não sei se o anúncio da despromoção do Ministério da Cultura a Secretaria de Estado num eventual Governo do PSD foi deliberado ou uma indiscrição de Francisco José Viegas. Atendendo ao charivari que tem sido a campanha de Passos Coelho, já nada me espanta. De qualquer modo, é uma boa notícia. Nas mãos dos socialistas, o Ministério dito da Cultura foi nos últimos anos uma agência de subsídios e projectos faraónicos com pouca ligação ao país real. Basta pensar no evanescente Museu dos Coches que se vai construindo em Lisboa, enquanto alguns e bem mais úteis museus regionais (o do Douro, por exemplo) lutam pela sobrevivência. Um olhar menos demagógico sobre a cultura será muitíssimo bem-vindo. Resta saber se uma Secretaria de Estado terá o peso político necesário, mas isso depende mais de quem ocupa o cargo do que de hierarquias no papel. Se for Viegas, e se ele tiver paciência para o coro trágico que acompanhará um orçamento fatalmente curto, talvez tenhamos sorte.   

publicado por Pedro Picoito às 17:48 | comentar | partilhar