Agora o FMI

Tavares Moreira chama a atenção para o comunicado à imprensa do FMI em que se dá conta da aprovação pelo Executive Board da ajuda a Portugal. No anexo faz-se uma breve resenha da recente evolução económica que justificam as actuais dificuldades. Aqui se confirma, a traços largos, o que recentemente havia dito o Banco de Portugal e não confirmam alguns mitos popularizados pelo governo socialista e respectivo séquito. Nomeadamente, que a crise foi despoletada pelo chumbo do PEC IV, que não existem razões estruturais especificamente portuguesas e que o contágio se deu dos bancos para as contas públicas. Recomendo a leitura integral do post de Tavares Moreira

publicado por Miguel Noronha às 14:44 | partilhar