Anjos e demónios

Vital Moreira decreta aqui a superioridade moral do político em exclusividade (ie aquele que nunca fez mais nada na vida) sobre o "político em part-time" (ie aqueles com actividade profissional extra-política). Os segundos estarão infectados pelo perigoso "interesse próprio" algo que (presumo por razões genéticas) os segundos estarão imunes só os movendo a defesa do "bem comum".

 

Longe de mim querer reduzir a gravidade da utilização dos meios políticos para fins privados. Porém, não consta que apenas caiam em tentação políticos em part-time. E convém recordar inúmeros casos de (antigos) políticos profissionais que transitam alegremente para para empresas com que anteriormente tinham negociado enquanto representantes do estado. Deve ser para infectar o sector privado com o vírus do "interesse público" e do "bem comum", presumo.

 

Para terminar, numa nota lateral não percebo porque razão os socialistas acham que a promiscuidade entre governantes e empresas diminui com o aumento do poder discricionário do estado.

publicado por Miguel Noronha às 09:33 | partilhar