Pela privatização total da CGD

Miguel Cadilhe, ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva, defendeu, em entrevista à Rádio Renascença, a privatização total da Caixa Geral de Depósitos. Cadilhe diz que a medida se justifica, “como último recurso”, por causa da “situação tremenda”, do ponto de vista financeiro, que o país atravessa.

 

Cadilhe (que contrariamente ao que muitos pensam não será propriamente um liberal) defende a medida devido ao encaixe financeiro da operação. Eu subscrevo esta proposta pelo que esta significaria em termos da redução do intervencionismo estatal na economia frequentemente usado (como no caso do governo socialista) com fins políticos. Os estatistas do costume vão rasgar as vestes e falar no "papel estruturante da Caixa", dos perigos do "mercado selvagem" e clamar pelo "controlo político da economia" (ie querem mandar na propriedade alheia). Conhecemos perfeitamente o legado do socialismo dirigista e vamos pagar a conta durante muitos anos. Eles querem guardar os seus "brinquedos".

publicado por Miguel Noronha às 08:49 | partilhar