Um novo ciclo

Começou hoje um novo ciclo político em Portugal. Desde Setembro do ano passado que a crise política pairava com a ameaça de chumbo do orçamento pelo PSD. Desde então, todos sabíamos que era uma questão de tempo. Uma questão de tempo até ter eleições e ver um novo executivo assumir funções. Passaram 9 meses. Houve eleições formaram-se equipas. Os Partidos que agora estão no Governo recolheram mais de 50% dos votos e dos lugares na Assembleia. Os Partidos criaram todas as condições para as respectivas lideranças assumirem as suas funções. Silenciaram-se discordâncias. Reuniram-se os esforços. Em nome do que diziam.

Hoje, importa desejar que tudo corra bem. Que quem assume funções saiba exactamente aquilo que tem de ser feito e que evite os erros passados. Hoje, o Governo aponta-nos um caminho que tinha garantido que não iria seguir. PSD e CDS recusaram sempre o aumento de carga fiscal. Hoje, temos o direito de lhes exigir mais do que isso. Que um novo ciclo comece e que seja mais do que uma continuidade retemperada.

publicado por Filipe Anacoreta Correia às 23:09 | comentar | partilhar