Confiem...

 

 

Notícias hoje divulgadas fazem temer pela saúde financeira da única (e minuscula) parte do sistema público de pensões que não é gerida como um "Esquema de Ponzi". A carteira de dívida pública detida pelo FEFSS perdeu cerca de 20% do seu valor desde Maio. Isto torna ainda mais irresponsável a ordem dada pelo governo socialista (primeiro desmentida e mais tarde confirmada) de aumento da exposição do fundo à dívida portuguesa. O mesmo (ir)responsável que acatou esta directiva propõe agora reduzir o peso da dívida nacional e apostar na de países com menor risco. As próprias transferências da Segurança Social para o fundo (que tem sido consistentemente reduzidas para metade todos aos anos desde 2008) cessaram por completo desde Março.

 

Mas nada que os faça abalar a fé no sistema público de pensões. Tudo menos deixarem a cada um a gestão da sua reforma.

publicado por Miguel Noronha às 16:04 | partilhar