Os pais trafulhas que querem a melhor educação possível para os seus filhos

Só têm liberdade para escolher a escola do seu filho os pais que possam pagar um colégio privado. Esta injustiça, que à esquerda é lida como um triunfo da “escola pública”, whatever that means, tem de acabar, o que passa, essencialmente, por acabar de vez com os entraves legais e consequente desespero dos pais que, não tendo dinheiro para escolher, ambicionam mais para os seus filhos do que a inscrição na escola da sua área de residência, sobretudo quando o baixo nível socioeconómico das suas famílias as empurra para as zonas mais degradadas e pobres. Como justificar a estes pais que não podem tentar inscrever os seus filhos em outras escolas públicas, procurando o que é melhor para eles? É algo que não tem justificação, mas que não impede que assistamos, todos os anos, a estas famílias lutar como podem, furando a lei, para salvaguardar o futuro dos seus filhos.

Infelizmente mais preocupada com os filhos dos ricos do que com os dos pobres, a indiferença da esquerda social(ista) perante esta questão continua a ser aterradora.

publicado por Alexandre Homem Cristo às 11:32 | partilhar