Espanha

Domingo Espanha assistiu aquela que foi apresentada como a última corrida de touros em Barcelona.

Ao contrário do que se pode pensar, o que move os políticos catalães não é tanto uma defesa dos direitos dos animais. Só isso explica que apenas as corridas de touros tenham sido proibidas enquanto os espetáculos de "correbous", típicos em algumas partes da catalunha e cruéis para os touros continuem a ser permitidos. O que move os políticos da catalunha é, sobretudo, uma sanha contra tudo o que cheira a Espanha. A tourada é, para esses políticos, um símbolo de Espanha e proíbe-se as touradas da mesma forma que se proíbe a exibição de filmes nas salas da catalunha dobrados em castelhano ou se multa os comerciantes que nas montras apresentarem informações em castelhano.

O chumbo pelo Tribunal Constitucional de algumas das normas do estatuto autonómico da Catalunha acirrou os ânimos e cada vez mais a Espanha apresenta sinais que indiciam que se pode estar a deslaçar. Uma crise na União Europeia pode acelarar um processo que não tem rumo traçado. Dentro de duas ou três gerações podemos não ter uma Espanha tal como a conhecemos.

 

publicado por Pedro Pestana Bastos às 13:08 | partilhar