A esquerda americana anda confusa

 

Como é possível que um negro ocupe neste momento o terceiro lugar nas sondagens das primárias republicanas? Como é possível que grande parte do apoio desse negro venha dos sectores do tea party? Pois é. Herman Cain, um empresário sem currículo político, tem feito furor nesta campanha para a nomeação republicana. As suas hipóteses de nomeação são muito reduzidas, mas não deixa de ser irónico que um negro tenha emergido como um dos líderes do tea party. Depois do que a esquerda e alguma imprensa alinhada andou a dizer do movimento, com estes números ficam numa posição complicada. Será que andaram deliberadamente a tentar enganar o povo americano com falsidades? Não sendo propriamente um adepto deste movimento, sempre critiquei as mentiras que se propagaram acerca dele. E as acusações de racismo, a carta mais suja que a esquerda americana normalmente utiliza contra os conservadores, é a mais nojenta. 

 

Nota: escrevi aqui mais sobre a subida de Herman Cain na corrida republicana

publicado por Nuno Gouveia às 11:59 | partilhar