"Portugal vai precisar de mais 25 mil milhões de euros de ajuda externa"...

Disseram à Sic e ao Expresso e a Sic e o Expresso reproduzem. É por isso cada vez mais evidente que quando os "ajustamentos" são um fim em si mesmo, de "ajustamento" em "ajustamento" se chegará à morte da economia e de tudo aquilo que sustenta a economia e que a economia sustenta, a começar pelos "sistemas" políticos.

Se ao menos esta gente lesse uns manuais de história económica e financeira sobre a "depressão" de 1873, as sucessivas crises económicas e financeiras das décadas de 1920 e 1930 e, the last but not the least, sobre a reconstrução da economia europeia depois de 1947, sempre aprendia alguma coisa e nós não andávamos todos a penar até chegarmos a um destino que nos deixará todos exangues [todos não, salvam-se os privados que (re)negociaram as PPP's].

publicado por Fernando Martins às 15:50 | partilhar