O mistério de Paulo Campos

Depois de conhecidas todas as trapalhadas em que esteve envolvido, seria de esperar que o Dr. Paulo Campos estivesse mais discreto e evidenciasse algum respeito pelo país, pelo parlamento e até pelo seu partido. Mas o homem das PPPs ruinosas, que colocou dois amigos do tempo da associação de estudantes na Administração dos CTT, o homem que falsifica relatórios, não se cansa de nos brindar com a sua presença. Se não vale a pena questionar os seus motivos, por muito insondáveis que sejam, sempre que o vejo falar em nome do Partido Socialista na Assembleia da República fico com a sensação que algo está errado nesta história. Sabendo como funciona o Parlamento, seria de esperar que este novo PS de António José Seguro pretendesse mostrar ao país novos rostos, e principalmente personalidades que não estivessem tão intimamente ligadas à catástrofe da governação Sócrates. Mas não há semana que passe sem que o Dr. Campos não dê um ar da sua graça. Ontem teve mais uma intervenção patética, cujo análise foi brilhantemente efectuada aqui pelo Francisco Teixeira. Seguro está a cometer um erro ao dar espaço a este senhor, e quem sofre com isso é a sua  própria credibilidade. Porque a do Dr. Paulo Campos não sofre nada, pois ele já não joga para esse campeonato. Depois do desastre da bancarrota, seria de esperar alguma regeneração. Digo eu. 

publicado por Nuno Gouveia às 17:15 | partilhar