Portugal, 35 anos depois

Falência, Futebol e o Fado, claro. Apesar de tudo, preferia Fátima.
publicado por Filipe Anacoreta Correia às 11:33 | partilhar