A infantilidade de Sócrates

O mais grave para Portugal e para os portugueses, é que a opinião expressa no discurso de Sócrates - "pagar a dívida é ideia de criança" - está amplamente difundida entre os seus seguidores. Mais do que isso, é uma política e um modo de vida que pretendem seguir activamente, como se percebeu uma vez mais pela recente polémica entre o governador do Banco de Portugal e um deputado socrático do PS.

 

PPM, no ABC

 

José Sócrates regressou às manchetes dos jornais portugueses esta semana, com umas declarações que nos mostram uma das razões para a desgraça da governação dos últimos anos. Alguém que pensa assim só poderia mesmo ter-nos levado rumo ao abismo. O incrível, como o PPM diz, é que essa gente que apoiou entusiasticamente a liderança do estudante de filosofia continua por aí. E a minar o trabalho a Tozé Seguro. Este não quis comentar as declarações do seu antecessor. Fez mal. Esta teria sido uma boa oportunidade para criticar Sócrates e com isso, mandar uma bofetada àqueles que no PS o querem destruir. Ao não o fazer, continua a mostrar a sua fragilidade. Não mudando a sua postura em relação à claque socrática, Seguro não vai durar muito no cargo. 

publicado por Nuno Gouveia às 10:15 | partilhar