Portugal e a inovação

Continuo a pensar que estamos num lugar imerecidamente baixo no ranking da inovação. A novela da avaliação às PPP, que não ata nem desata, é uma prova disso. Se há algo, sem análises muito profundas de consultores, que é facilmente observável é a qualidade da blindagem jurídica associada aos contratos do Estado com os Privados, em desfavor do primeiro. É que, o “capitalismo camarada” e o “socialismo de Estado” sempre privilegiaram a inovação jurídica e legislativa, à inovação tecnológica e de processos, mas, infelizmente, este tipo de inovação não é devidamente apreciada para efeitos do ranking.

publicado por Victor Tavares Morais às 13:21 | partilhar