Da série "Sei o que fizeste no verão passado"

«Eu tenho dito ao primeiro-ministro que ele tem uma obsessão pela austeridade, tem uma paixão pela austeridade e que o caminho da austeridade não resolve os problemas dos portugueses

 

Estas palavras não são do líder do BE ou do PCP. São palavras ditas este Sábado, na Guarda, pelo Secretário-Geral do PS. Sim, o mesmo partido que esteve seis anos no governo antes de Portugal ter de pedir ajuda externa para não entrar em bancarrota. O mesmo partido que estando no governo aprovou vários programas de austeridade (lembram-se dos quatro PECs?). O mesmo partido que negociou e assinou o MoU com as instituições internacionais que nos emprestaram 78 mil milhões de euros. Um acordo onde estão previstas grande parte das medidas de austeridade, de que ninguém gosta, como é óbvio, mas que têm se ser cumpridas por este Governo para nos mantermos à tona de àgua. E que mesmo assim são criticadas pelo partido que negociou e assinou essa mesma austeridade-em-versão-MoU. Pois. Agora expliquem-me uma coisa como se eu fosse muito burro: será falta de memória ou estão mesmo a tomar-nos por parvos?

publicado por Paulo Marcelo às 19:39 | partilhar