Nuances socialistas

O jornal Expresso tem hoje uma notícia que dá conta do acordo de entendimento do grupo parlamentar do PS na defesa da herança Sócrates, na sequência do caso Parque Escolar. Uma defesa com "nuances", uns querem-na em toda a linha, outros acham que devem reconhecer alguns erros e excessos. No fundamental, e provavelmente, apenas divergem na escolha das pedras decorativas: ao mármore “verde jaspe”, uns prefeririam o “rosso Verona”. Pode o deputado Paulo Campos estar descansado, não é pelo mau gosto que os portugueses vão criar um anátema em relação ao PS.

 

Os portugueses dispensam a este PS a bondade de insistir na explicação das políticas de Sócrates, se o grupo parlamentar as devia conhecer melhor é um problema dos deputados socialistas. Conhecemos bem essas políticas e não as vamos esquecer tão cedo, além disso, os nossos credores não vão deixar de as recordar.

 

publicado por Victor Tavares Morais às 19:38 | comentar | partilhar