Os últimos anos

Do que vamos conhecendo, parece não ter havido em Portugal captura dos mais altos servidores públicos pelos interesses privados. Sabemos agora que nunca houve prisioneiros.

 

tags:
publicado por Victor Tavares Morais às 18:24 | partilhar