Via com algum Verde(te)

A CGD não deixa de surpreender, depois da proposta de Teixeira dos Santos para a administração da PT, surge agora envolvida neste sindicato bancário da OPA à Brisa. Mais uma vez, o dinheiro da banca segue por "via rodoviária", o importante é que haja um campeão nacional e não um estrangeiro, e num tempo de desemprego elevado acarinhemos aquela empresa que tanto posto de trabalho criou por esse país fora. Antecipo já a lógica utilitarista dos advogados da causa (uma lógica sem cor política): é um grupo português; é uma empresa que está muito barata; financeiramente é muito bom para a CGD, etc. Já vamos conhecendo a lógica, bem como as suas personagens.

Ficamos esclarecidos, mais uma vez, a banca e os grandes grupos seguem pela via verde, o resto da economia pode esperar.
publicado por Victor Tavares Morais às 18:12 | comentar | partilhar